Sódio e potássio: por que as diretrizes estão te matando [Cetogênica, Low Carb e Dietas Ancestrais]

Sua pressão alta nada tem a ver com consumo de sal. Pare de crucificar as consequências e atue sobre as causas, que te explico na recém-lançada Masterclass do Revolução Keto, que você assiste acima.

Sódio x potássio são a ponte entre o mundo de alto carboidrato e baixo carboidrato. Desvendar esta relação assassinada por ambas as dietas é o fundamento da saúde por um único fato: seu corpo tem um oceano salgado interno e a falta da dupla sódio/potássio é seu pior pesadelo: especialmente, em ambientes de baixo carboidrato.

Para cada mês de Cetogênica sua lista de suplementos aumenta? Os alimentos que você comia feliz agora formam uma imensa barriga de gases? Dormir é um luxo que você perdeu? Isso é só o começo.

Os mais graves riscos das dietas de baixo carboidrato foram debatidos em live exclusiva de 3h para o grupo do Revolução Keto. O grupo cedeu o conteúdo para o público, porque de fato pode salvar vidas. Acesse agora a Masterclass sobre Sódio e Potássio e conserte sua dieta antes que seja tarde.

Logo abaixo, você confere a transcrição e as referências usadas no conteúdo.

Seja membro do Revolução Keto

Entre para o grupo restrito no Telegram, receba conteúdos exclusivos e participe de lives e debates.

Sódio e potássio: por que as diretrizes estão te matando

Sal mata. Eleva pressão, gera edemas, danifica artérias. Em qual ambiente? Alto sódio em ambientes de baixo carboidrato trata todas as questões acima. Pressão despenca, edemas somem.

Por muito tempo, elevei carboidratos em dietas cetogênicas em que as pessoas começaram a se decompor, como vocês mencionam aqui no grupo. Músculos fracos, confusão mental, deficiências nutricionais, perda de cabelos, unhas, ossos. Acreditava que havia algo de mágico no carboidrato que nos fazia reter nutrientes.

Quanto mais alta a cetose, quanto menos carboidratos, mais suplementos eu precisava dar e tomar. Não tinha fim. A pessoa comia baldes de suplementos, eletrólitos, folhas verdes e abacates, mas nada ficava no organismo.

A pessoa simplesmente não retinha nada. Seguirei falando do poder mágico do carboidrato na retenção de nutrientes, mas falarei a forma correta aqui: a insulina retém.

O efeito de retenção da insulina

A insulina não retém só coisas boas e vocês sabem disso. Ela retém nutrientes, gordura, tudo. Para o bem e para o mal. Algo básico em qualquer site digno de performance física ou baixo carboidrato.

Na live de hoje, o que importa é que ela retém sódio.

  • Insulina alta e reteremos sódio, com todos os problemas atribuídos ao excesso de sal.
  • Insulina baixa e tomaremos baldes de sal diários, pois não retemos sódio.

Há diversos estudos sobre isso que você confere ao final do texto. Quero chamar a atenção para dois:

Um deles coloca, no título, “Chronic sodium retaining action of insulin”. Retaining action. Ação de retenção.

Outro estudo aponta o efeito ANTINATRIURESE da insulina. A natriurese de jejum é o maior fator de perda de eletrólitos. É o xixi constante que leva nossos minerais embora, que ocorre no jejum e na cetose. A insulina é o antagonista deste efeito.

O problema é o sal ou a insulina que retém o sal?

Cetogênica: pílula mágica x tempo real

Na minha prática, já encontrei pressão despencando rapidamente e pressão alta por diversos meses. David Unwin e todos os médicos sérios cedo ou tarde irão contra os supostos milagres da Dieta Low Carb. Não se trata de milagre, é um tratamento.

Unwin trabalha com janelas de dois anos de tratamento para remissão dos quadros. Diabetes, pressão, retirada de medicamentos. Mesmo assim, a ideia de remissão atinge uma porcentagem de 50% dos pacientes. Outros precisam de mais tempo ou prosseguir com medicações, mesmo que em doses menores.

Importância do sal

Por que esta live? Porque há riscos em reduzir sal quando o problema é de fato a insulina. O sal da terra tem um porquê. O corpo humano tem seu próprio oceano salgado interno.

  • Sem sal, não temos regulação de fluídos e o sistema se torna ácido.
  • Sem sal, não temos as reações químicas fundamentais para as enzimas, transporte de proteínas, atividade cardíaca, sistema nervoso central.
  • Sem sal, suas adrenais vão para o saco. Hormônios, pressão, glicose, estresse enlouquecem. Por isso, desejo por sal é um sinal de estresse: de problemas nas adrenais. E você aí todo desregulado em Dieta Cetogênica.
  • Sem sal, não temos sequer digestão, já que o sal é a matéria-prima fundamental para a produção de ácido hidroclorídrico, a chave da digestão.

Aqui, você começa a entender seus problemas digestivos na Low Carb e Keto. Você está ferrando com suas enzimas, cheio de parasitas e patógenos que seriam mortos pelo ácido hidroclorídrico. O resultado é constipação, gases e barriga inchada, não é?

Em 2019, um time de pesquisadores descobriu neurônios específicos que sinalizam fome intensa quando o corpo está deficiente de sódio: the salt craving neurons. O cérebro pede sal para continuar existindo.

Recomendações de sódio em dietas de alto carboidrato (OMS)

  • Indivíduos saudáveis: de 2g a 2,4g ao dia de sódio (equivalente a 5g a 6g de sal ao dia = 1 colher de chá)
  • Pessoas em risco: abaixo de 2,4 de sódio. Ideal: 1,5g de sódio ao dia (equivalente a 3,8g de sal = meia colher de chá)

Recomendações de sódio na Dieta Cetogênica

  • Indivíduos sedentários, em climas frios ou em cetose baixa ou moderada: de 3g a 4g diários (de 1,5 a 2,5 colheres de chá de sal por dia)
  • Indivíduos ativos, em climas quentes ou em alta cetose: de 6g a 7g diários (de 3 a 4 colheres de chá de sal por dia)
  • Indivíduos com pressão alta (Phinney): 2g diários de sal (1 colher de chá de sal por dia). Vá monitorando sua pressão e elevando o sal muito gradativamente, em uma dança com a pressão. O sal será elevado a partir da conjunção de quatro fatores: sintomas, cetose, insulina e pressão arterial.

ATENÇÃO: estes dados foram criados com base na prática de médicos. Não existe e não existirá um estudo sobre algo tão individual. O que você deve olhar são os seus sintomas, conhecer o que afeta a excreção de sal e entender os riscos da deficiência de sódio. Em cetose, suplemente sal como primeira medida se você não estiver em grupo de risco.

Relações fundamentais: sódio x potássio

Nada na natureza anda separado. Tudo é relacional. Não adianta olhar quanto ômega 3 você está tomando, se você come potes de nozes e amendoins por dia (puro ômega 6). É um equilíbrio:

  • Cálcio x magnésio
  • Ômega 6 x ômega 3
  • Potássio x sódio

O equilíbrio entre sódio e potássio é fundamental. É ele que mantém o sódio fora da célula e o potássio dentro da célula. Baixo potássio e entramos em estado de acidose metabólica, um problema ainda maior quando falamos de cetose.

Não à toa, a Cetogênica terapêutica utiliza citrato de potássio como suplemento padrão para evitar problemas renais e acidose. Especialmente, pessoas que tomam topiramato ou zonizamida, tão típicas para quem busca Cetogênica como tratamento cerebral, porque estas medicações elevam o risco de pedras nos rins.

Não à toa, novamente, a suplementação de potássio é uma lei na pressão alta. O estudo DASH Trial comprovou isso comparando uma dieta com baixo potássio e outra com alto potássio, a Dash. Na Dieta com alto potássio, o sódio teve pouca influência na pressão arterial.

Não há uma diretriz global para a relação entre sódio e potássio. Da Idade da Pedra aos caçadores coletores, a relação era 16 vezes mais potássio do que sódio. 16:1. E a fonte dessa informação é Harvard, não um médico Low Carb.

Atualmente, a dieta padrão come o dobro de sódio em relação ao potássio. 0,5:1. É a completa inversão. E estar na Cetogênica não te liberta dos padrões ancestrais. Pelo contrário, a excreção de potássio na cetose é tão grave quanto a de sódio.

Por isso, eu ouso recomendar extensivamente o uso de sal light na Cetogênica. É o sal mais adequado nas dietas. O que está errado é a quantidade final de sal que comemos, é pouca. Não comemos sal light por medo do sódio, mas para melhorarmos a relação do potássio.

No site, vocês encontram os alimentos cetogênicos mais ricos em potássio. Não existe risco de excesso de potássio com base em alimentos. Mas, se você optar por suplementações, leia abaixo com cautela.

Citrato ou cloreto de potássio

Eric Kossoff e sua equipe recomendam 3500mg de citrato de potássio ao dia para adultos na Cetogênica terapêutica a partir do polycitra k, citrato de potássio.

Devo dizer que meu médico cetogênico me receitou 1 pílula de slow k (1g de potássio diário) e não fez diferença alguma. Portanto, quero enfatizar as diretrizes de Kossoff: 3,5g diários.

Caso você queira ir com a suplementação, converse com seu médico, pois há riscos.

Riscos da suplementação de potássio

Uma coisa é falar de riscos de potássio em dietas que armazenam potássio, de alto carboidrato, e outra é em dietas que lutam por meses ou anos contra a natriurese de jejum, a excreção dos minerais. Portanto, cuidado com as diretrizes das dietas padrão.

Pessoas que sofrem de diabetes tipo 1, doenças do coração, fígado ou rins devem tomar cuidado, porque a excreção de minerais pela urina pode estar comprometida.

Ainda, quem toma anti-inflamatórios, beta-bloqueadores para o coração, diuréticos e remédios para hipertensão. Converse com seu médico sobre suplementação.

Como suplementar potássio

A diretriz geral (Phinney, sempre Phinney) para potássio na Dieta Cetogênica vai de 3g a 6g diários, dependendo dos fatores de variação que veremos a seguir. Aqui, importam três diretrizes:

  1. a quantidade de potássio em alto carboidrato jamais será a mesma de baixo carboidrato
  2. estudos apontam como limite máximo seguro um consumo de 5g diários através de alimentos. Na cetose, este é seu mínimo: 5.000mg diários através de comida.
  3. utilize sal light nos primeiros meses de dieta. Caso você opte por suplementação de citrato ou cloreto de potássio, tome sua suplementação diversas vezes ao dia, com a comida, como se estivesse comendo alimentos ricos em potássio.

Uma última questão sobre potássio na dieta

Se você fizer um cálculo básico, verá que as diretrizes não fecham. Correto. 6g de potássio e 6g de sódio? Como pode, se a proporção de potássio na ancestralidade era 16x mais do que de sódio?

Pois então. Aqui, eu vou discordar dos grandes mestres, como Phinney, e vou com nossos ancestrais. Te passo aquilo que é considerado seguro pela ciência, mas admito que coloco nossa história acima da ciência quando eu cuido de mim mesma.

O sódio recomendado em Cetogênica é baixo e o potássio é mais baixo ainda.

Perguntas gerais sobre sódio e potássio

Quais fatores interferem na dose de sal?

  • Resistência insulínica (não se trata de peso): coma menos sal
  • Quantidade de carboidratos: quanto menos carbs, mais sal
  • Número de cetose (sinalizador da baixa insulina): mais alta a cetose, mais sal
  • Clima (excreção de sal através do suor): calor e suor, mais sal
  • Adaptação Cetogênica: mais sal
  • Jejum: mais sal!!
  • Gênero e fase do mês: mulheres sofrem mais de resistência insulínica, especialmente na gravidez ou na fase lútea: não à toa, inchamos muito nestas fases: retenção no ápice, redução de sal
  • Exercícios físicos (excreção de sal através do suor): mais sal

Quais são os sintomas de baixo sódio ou potássio?

  • hipotensão ortostática (hipotensão postural): tontura ao levantar
  • fadiga
  • confusão mental, falta de foco
  • fraqueza, cãibras
  • irritabilidade e ansiedade
  • insônia
  • taquicardia (baixo potássio e desidratação)
  • constipação
  • formigamento e dormência (baixo potássio)

Detesto sal na comida: o que fazer?

Comer alimentos com alto sódio e potássio: nuts salgadas, bacon, bacalhau e outras carnes curadas, daimaru, o shoyu cetogênico, base de molhos para saladas. Torresmo, queijos etc.

Por quanto tempo devo suplementar sal na Dieta Cetogênica?

Se você entendeu o vídeo, a pergunta certa é: por quanto tempo sua insulina estará no chão na Dieta Cetogênica. A resposta é individual, sendo que há relatos de anos de suplementação de sal e relatos de jamais ter suplementado sal.

A minha resposta é a seguinte: você para de suplementar sal quando elevar carboidratos. Sal e carboidratos são uma dança. Restrição extrema de carboidratos é elevação de sal e de cetose. Elevação de carboidratos é queda de cetose e de sal.

Referências sódio, insulina, potássio

LINKS

Alimentos cetogênicos ricos em potássio

Are we blaming salt for what the sugar did? by Dr David Unwin | PHC Conference 2019

The salt of the earth – Weston Price

Andrew Mente: Dietary Sodium Consumption and Cardiovascular Disease and Mortality

All About Insulin – Precision Nutrition

Insulin: Our most Important Anabolic Hormone Uncovered

ESTUDOS

Role of Insulin-Mediated Antinatriuresis in Sodium Homeostasis and Hypertension

Insulin’s impact on renal sodium transport and blood pressure in health, obesity, and diabetes 

Renal effects of insulin in man

Glycemic index, glycemic load, and blood pressure: a systematic review and meta-analysis of randomized controlled trials

Fraca relação sódio x pressão: INTERSALT Study, BMJ 

Relação inexistente entre sódio x pressão: Scottish Heart Study, BMJ

Baixo consumo de sal = pressão elevada. Low Sodium Intakes are Not Associated with Lower Blood Pressure Levels among Framingham Offspring Study Adults (Framingham Offspring Study)

Time to Consider Use of the Sodium-to-Potassium Ratio for Practical Sodium Reduction and Potassium Increase 

DASH Trial

Catabolic and anabolic faces of insulin resistance and their disorders: a new insight into circadian control of metabolic disorders leading to diabetes

Calling for citrates? Further Evidence for this Extra Ketogenic Diet Supplement

The salt craving neurons

Chronic sodium-retaining action of insulin in diabetic dogs 

Sodium-retaining effect of insulin in diabetes

 

 

Receba notificações por email
Notificações de
guest
1 Comentário
Inline Feedbacks
View all comments
sandra godoi de Passos
sandra godoi de Passos
1 mês atrás

Aprendendo muita coisa com vc !
Obrigada por compartilhar!