Como os macronutrientes impactam na sua vida [Coaching de Baixa Performance e retorno a Hipócrates]

A sua vida parece um Frankenstein e as áreas que deviam te compor mais geram conflito do que harmonia. Você se gaba diariamente de poder tudo, mas, quando não pode, a inevitável crise te come vivo. O carboidrato é o grande inimigo da produção incessante e as gorduras puras são as melhores aliadas na única coisa que importa, a performance.

Ok, é hora de voltarmos a Hipócrates, que sim, carinhosamente chamo de Pitágoras diversas vezes no vídeo (mea culpa). Trago a base da Medicina Antiga para lembrarmos de onde viemos e para onde as ferramentas deveriam nos levar.

Veremos o objetivo da nutrição e como ela pode ser uma das mais fortes ferramentas de autoconhecimento. Vamos fazer justiça à Nutrição e expandir o conceito de mindful eating ao grau que ele merece.

Ainda, é claro, conversaremos sobre como cada macro impacta seu organismo e como ele interage com diferentes momentos do dia e do ano.

Este é o primeiro vídeo de uma minissérie de dois capítulos. O primeiro, ocidente. O segundo, oriente. Da minha parte, fica valendo apenas uma coisa: se quiser reduzir o tamanho do vídeo, selecione o áudio mais rápido no menu do YouTube. Se quiser apenas ouvi-lo enquanto faz sua caminhada, ótimo: meu rosto definitivamente não importa.

Te inscreve no canal para não perder os próximos encontros!

Me segue nas outras redes se quiser acompanhar fotinhos do cotidiano, pratos, ideias e trocar uma ideia mais diretamente comigo!

Seja membro do Revolução Keto
Entre para o grupo restrito no Telegram, receba conteúdos exclusivos e participe de lives e debates.
Receba notificações por email
Notificações de
guest
9 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments
Vera Lucia
Vera Lucia
9 meses atrás

Vc é muito inteligente Juliana, é um deleite te ouvir!!!! Vou rever o vídeo várias vezes pois parece que vou conseguir me entender!!!!!

Mara Queli Carvalho
Mara Queli Carvalho
9 meses atrás

Apesar de desconhecer completamente o assunto, achei interessantíssimo. Estou em uma fase de muita fadiga, procurando disposição para fazer o que preciso fazer e o que quero fazer. Tenho procurado me alimentar essencialmente de proteína gorda, como ovos na manteiga, bifes gordos em banha, vísceras… pela manhã, acompanho café puro. Mas a noite o carboidrato tem sido irresistível e não consigo sair do ciclo da fadiga.

Mara
Mara
Reply to  Juliana Szabluk
9 meses atrás

Obrigada por responder. Estou tentando evitar cargos porque percebi que me deixam inchada, provavelmente inflamada? Mas é comida afetiva, pra mim, meu corpo não gosta, mas minha alma ama. Talvez precise dar a ela outras coisas que ela aprecia. Uma refeição no meio da tarde é bem difícil. Trabalho das 13h as 19h. Mas vou procurar dar para mim essa pausa que Tu falou. Gratidão.

Izildinha santos
Izildinha santos
9 meses atrás

Agradeço as informações, através de vc estou me conhecendo melhor,as mudanças começam a acontecer.

Suzana Santos
Suzana Santos
9 meses atrás

Oi Juliana lhe conheci alguns dias e estou enlouquecendo com todas as suas informações, agora tudo esta fazendo tanto sentido que parece que minha mente vai explodir, obrigada por todo seu trabalho, dedicação, estudo gostaria que vc falace um pouco mas sobre os Doshs.
Obrigada.

Karine Bac
Karine Bac
2 meses atrás

Não consegui ainda entender como a construção do seu raciocínio técnico- cientifico- emocional é complexo e perfeito. Obrigada de verdade você me despertar a primorar cada vez mais meus estudos na medicina. parabéns