Aterramento: práticas para desativar o estresse crônico e sistêmico

Earthing, grounding, aterramento. Aterramento nada mais é do que se colocar em contato direto com a natureza, um movimento de humildade do ser humano sobre sua incapacidade de controle, de criar uma pílula capaz de mimetizar a complexidade dos sistemas ao nosso redor.

Este conteúdo foi parte de uma grande série sobre Aterramento, exclusiva aos apoiadores do Revolução Keto. Reunimos evidências científicas, palestras e livros internacionais, que foram compartilhados para estudo com os membros deste grupo no Telegram. Abaixo, divulgo a edição da live final sobre o tema.

Apoie o Revolução Keto

O maior portal de Dieta Cetogênica no Brasil só existe graças às doações dos leitores. Colabore você também.

Aterramento: práticas para desativar o estresse crônico e sistêmico

A maior parte dos estudos sobre grounding se refere aos benefícios deste retorno a partir de marcadores específicos:

  • Regulação de Serotonina
  • Estudos recentes em ratos chegaram à endorfina, mostrando que tomar sol eleva significativamente a beta-endorfina, conhecida pelos usuários de drogas por elevar prazer e reduzir dor
  • Redução de cortisol
  • Regulação de melatonina
  • Reforço de sistema imunológico
  • Elevação de ocitocina e redução do Hormônio adrenocorticotrófico (falamos sobre o hormônio adrenocorticotrófico no mural, quando mencionamos os mestres do estresse e da queda de cabelo por ativação excessiva de eixo hpa).

Em julho de 2020, Clinton Ober, autor da maior obra sobre Earthing até o momento (e que você encontra na biblioteca dos apoiadores do Revolução Keto), publicou um artigo no International Journal of Clinical Endocrinology and Metabolism.

No artigo, ele aponta diversos mecanismos do Grounding, como o equilíbrio da relação serotonina e melatonina – a mãe das inflamações, além de possíveis aplicações na prevenção e recuperação da Covid, por exemplo.

Antes de debatermos os métodos pontualmente, quero trazer uma passagem da psiquiatra Tracy Latz, doutora em medicina integrativa, mestre em imunobiologia. Ela utiliza o aterramento com pacientes e diz que uma média de 65% a 75% vê melhoria em sono e sintomas.

Fonte da fala da psiquiatra integrativa Tracy Latz: Revisão Integrative and lifestyle medicine strategies should include Earthing (grounding): Review of research evidence and clinical observations 

A fala da psiquiatra consegue resumir, na prática, tudo que os estudos apontaram. Quero que lembrem que muitos de vocês, como eu, passam pela cascata de sintomas. Quase uma degeneração passo a passo do organismo.

Não é só ansiedade: temos a dor no peito da adrenalina, a insônia, a compulsão, mudança no sistema sensorial, problemas de vasorregulação, dores no corpo, enxaquecas, mudanças hormonais, inflamações etc. Coloquei os sintomas quase que em ordem. Da ativação do eixo HPA e sistema simpático a tudo que surge desta desregulação inicial.

A chave é regular os dois sistemas iniciais para que a cascata vá se resolvendo ao longo dos meses.

Como fazer isso?

Como desativar o estresse crônico, acalmar HPA e ativar parassimpático?

Pesquisei e testei infinitas formas de aterramento, sendo que a natureza em si ainda é a mais potente.

Fiz questão de entrar em todos os métodos pesquisados para entender o porquê de gerarem tantos benefícios. Ao compreender o sistema, podemos ampliar as aplicações. Serão apenas 2 práticas e suas ramificações.

Comecemos com o exemplo número 1.

#1 O Toque

Cobertores de gravidade (weighted blankets) ganharam o mundo nos últimos anos e estão à venda no mercado livre.

Pesando de dois até trinta quilos, estes cobertores pesados mimetizam uma terapia chamada deep pressure stimulation, comprovadamente capaz de reduzir ansiedade e elevar neurotransmissores do prazer e conforto. Muito utilizada em crianças e pessoas com problemas de cognição, já que atua sob outros sistemas sensoriais.

Falar de aterramento é voltar a uma lógica apagada na contemporaneidade: nos comunicamos através de incontáveis linguagens, nos nutrimos através dos cinco sentidos. Todos importam.

Ramificações

A deep pressure stimulation e estes cobertores fazem o mesmo trabalho de uma sessão de massagem terapêutica – possivelmente, de todas as terapias que utilizam suave pressão na pele. Acupressão, Do-in, Jin Shin Jyutsu, Marmaterapia, Reflexologia, além do meu amado Shiatsu, fundamental na minha recuperação da fibromialgia, que se originou da união de algumas técnicas, como a massagem Anma, que era realizada apenas por profissionais cegos.

Aqui, a chave é o toque firme.

Então, o caminho número 1 dos meus testes e estudos sobre aterramento é o toque.

  • Terapias de toque, acima mencionadas
  • Abraçar árvores, pets, pessoas
  • Chuveiros com boa pressão e banho morno
  • Massagem
  • Cobertores de gravidade.

Ao optar por um cobertor, observe alguns pontos: tecido e preenchimento que respire, para não elevar a temperatura durante o sono. Opte por algodão e tente fugir de sintéticos. Para escolher o peso certo do cobertor, a matemática é simples: seu peso divido por 10. Eu peso 60kg e um cobertor de 6kg seria o ideal.

Estas técnicas elevarão serotonina, endorfinas, ocitocina. Portanto, redução de alerta, estresse, cortisol. Portanto, elevação de melatonina. Em termos gerais, tudo que reduz cortisol eleva melatonina. Utilize o máximo de práticas possível em conjunto.

#2 O fluxo

Fluxo, fruição, transcendência, contemplação, encontro, jardim. Ao longo da história, foram diversos os pensadores e artistas que se debruçaram sobre a entrada do ser em um lugar seguro, onde nos perdemos no tempo.

Bate-papo Roger Scruton x Jordan Peterson: apreendendo o transcendente https://youtu.be/XvbtKAYdcZY

O estado de fluxo foi trazido ao ocidente pelo psicólogo húngaro Mihaly Csikszentmihalyi (1934). Para ele, fluxo é o segredo da felicidade. Quem concorda é o Nobel Daniel Kahneman, psicólogo que entrevistamos há alguns anos sobre o tema.

A psicologia positiva utilizou esta verdade e o psicólogo Daniel Goleman escreveu o best-seller “Foco” com base nestas teorias.

Sair da mente não é uma arte restrita aos praticantes avançados de meditação. Sim, a meditação tem, como proposta final, a observação dos pensamentos: até que vejamos e sintamos claramente que a torrente de pensamentos é tão intensa, caótica, paradoxal, que seguir nossa mente é a chave para a frustração.

Algumas linhas de meditação (minhas favoritas), como a meditação do vedanta, buscarão a percepção do ser que observa a mente. Assim como o olho não pode ver a si mesmo, o ser que medita sobre a mente não pode ser a própria mente. Quem é o ser que está observando os pensamentos? Quem é o ser que assiste à mente degenerando, entrando em depressão e euforia, saindo e entrando de relações, mudando de cidade, trabalho, dieta? Quem é o ser que fica? Pois é ele que medita.

A busca aqui é nutrir o observador ao ponto em que cruzaremos o caos da vida como cruzamos o caos da mente na meditação.

É colocar o ser em fluxo permanente. O fluxo é a mais potente força contra o estado de guerra. De perigo. De medo. De ansiedade.

A pessoa em luta ou fuga vê perigo e age a cada instante. A pessoa em fluxo observa com tranquilidade.

Ramificações

Já compartilhei a palestra do ph.d Laurie Rauch na videoteca dos apoiadores. O professor nos ensina como movimentos ritmados destituídos de pensamento são uma chave no equilíbrio do sistema simpático e parassimpático. Na desativação do FIGHT OR FLIGHT (LUTA E FUGA). É tudo que queremos.

Laurie Rauch trará natação e longas caminhadas como bons exemplos. Exercícios que não exijam raciocínio, portanto, que serão feitos em locais seguros e conhecidos. Se você parar por medo do assaltante ou se perder no caminho, acabou o fluxo.

Trabalhos manuais com fios são minha opção favorita. Desde a mais antiga mitologia, os fios salvam o homem dos labirintos internos: veja como Ariadne salvou Teseu do Labirinto do Minotauro com um rolo de fio. Fios são a arte da deusa Atena, deusa da civilização sim, mas acima de tudo, da sabedoria. E um crochê, tapeçaria, macramê ou qualquer trabalho manual que faça você se perder no tempo atinge a essência da sabedoria de Atena.

Jardinagem, contemplação da arte, práticas de arte, até dirigir em uma estrada rural ouvindo boa música pode colocar o ser em fluxo, abrir esta porta transcendental para um lugar onde tempo e espaço não obedecem mais as leis da demanda e da competição. Minha professora de yoga chegava a dizer que meu carro automático era um problema. Ela queria marchas para mim para integrar todo o corpo no processo. Bingo para ela.

Faça uma lista de todos os momentos da sua vida em que você esqueceu do relógio e se atrasou. Estes momentos possuem a chave da sua felicidade, porque eram uma porta de encontro consigo mesmo. Eles são sua mais séria prioridade.

E jamais esqueça: se você busca equilíbrio dentro precisará construí-lo fora. Uma vida insana com 20min de massagem por dia pode ajudar, mas 23h40min de perigo para 20min de tranquilidade é uma fórmula muito ruim. Leve anos para construir uma vida equilibrada, sem problemas. O que importa é estar caminhando na direção correta.

 

 

Receba notificações por email
Notificações de
guest
0 Comentários
Inline Feedbacks
View all comments