Artigos

Tim Noakes: entrou na Cetogênica e aumentou de peso? Parou de perder? Não perdeu nada? Professor Tim Noakes te dá algumas dicas.

cetogenica platô low carb perda de peso emagrecimento tim noakes lista alimentos

Olá, amigos! Acabo de receber um e-mail da Fundação Noakes orientando os alunos na abordagem da questão do peso na Cetogênica ou Dietas Low Carb. São as linhas gerais ensinadas no curso e que aplico em quem busca minha ajuda. O texto do Tim Noakes é bem importante por dois motivos:

1 – Acaba de ser publicado pelo próprio Noakes, que traz as lições destas décadas de prática sobre o tema.
2 – Você verá que ele desmascara o mito do milagre da Low Carb, sendo honesto sobre os possíveis problemas que podem surgir.

Esta segunda parte, a honestidade, é fundamental. O número de pessoas apavoradas porque não estão experienciando o “milagre Low Carb” é grande. Meu trabalho tem sido basicamente tranquilizar aqueles que não são abençoados pelas “promessas das mídias sociais” e colocá-los de volta à realidade, ajustando questões na alimentação e na vida.

Quero que você tenha muita cautela ao ler o texto do Noakes. Não porque não confio nele, pelo contrário, mas porque TODOS os textos e vídeos de internet são voltados a um público infinito (os meus também) – ou seja, passam por cima das especificidades de cada um.

Se existe uma lição de todas as lições é que aquilo que ajuda uma pessoa a perder peso pode ser aquilo que destrói o caminho da outra. Ou seja, a única lição é respeitar o seu próprio tempo, experimentar com sua vida em um estado de clareza (ou seja, de não afobação)… Porque apenas você conseguirá entender o que funciona para você.

O único especialista em você é você mesmo em um estado de clareza.

Esta é a grande lição da minha jornada individual, que contempla um número absurdo de especialistas, terapeutas, exames nas mais diversas áreas. Se eu tivesse confiado em mim e silenciado os ruídos ao meu redor, eu teria encontrado o tratamento ideal há muito tempo. Portanto, sempre lembre que sua busca é pela clareza e tranquilidade. O resto virá junto.

Confia no processo. 

Sem mais delongas. Daqui para frente, é tudo com o Tim Noakes!

Problemas de peso na Cetogênica e Low Carb | Tim Noakes

cetogenica platô low carb perda de peso emagrecimento tim noakes lista alimentos

Ainda não compreendemos completamente os problemas da perda de peso, mas alguns princípios parecem estar envolvidos.

Para perder peso em um plano Low Carb – ou em qualquer dieta – a pessoa precisa ingerir menos calorias. O conselho básico é apenas comer cada vez menos e malhar cada vez mais. Isso geralmente é um grande fracasso, porque este método exige que as pessoas passem fome.

Com o tempo, a vida é dominada por pensamentos sobre comida, uma questão chamada de “psicose da inanição”.

Eventualmente, quando a pessoa não aguenta mais a privação, passa a comer mais calorias e a engordar tudo novamente. Isso ocorre porque o hormônio responsável pelo acúmulo da gordura, a insulina, é secretado em excesso como resposta ao retorno à alimentação padrão naqueles que ficaram deliberadamente se sacrificando em uma dieta de baixa gordura. A insulina estimula a fome e armazena as calorias excessivas na forma de gordura.

É interessante notar que a psicose da inanição foi inicialmente descrita por Ancel Keys (o cientista que criou a hipótese que ligava consumo de gorduras a doenças no coração). No caso da psicose, ele estava totalmente correto. Infelizmente, esta parte do trabalho de Keys é completamente ignorada.

Por outro lado, a razão pela qual a Cetogênica ou Low Carb funcionam tão bem é que o corte severo de carboidratos, associado ao consumo adequado de gorduras e proteínas, produz saciedade e um consumo significativamente menor de calorias. Como resultado, o paciente perde peso e, mais importante de tudo, nunca sente fome.

O ponto final é que a Cetogênica e a Low Carb produzem perda de peso a partir da perda da fome.

Linhas gerais para problemas na perda de peso em dietas Low Carb

Do feedback que recebo dos meus pacientes que têm dificuldade de perder peso na Dieta Cetogênica e Low Carb, escrevo algumas ideias que você pode tentar aplicar para melhorar seu emagrecimento:

– O consumo de laticínios parece ser o principal fator a impedir a perda de peso em algumas pessoas. O leite contém bastante carboidratos, por exemplo. Ainda, pode ser que existam componentes no leite que levem ao consumo exagerado de calorias em alguns indivíduos. Algumas pessoas descobrem que cortar laticínios da alimentação resolve o problema. Pense nisso.

– Observe se você funciona melhor em uma dieta de alta gordura ou de alta proteína. Alguns se saem melhor com gorduras reduzidas e outros funcionam com proteínas reduzidas.

– Coma com menos frequência. A ideia de que seres humanos devem comer três refeições por dia é uma invenção recente. Reduza a quantidade de vezes que você senta para consumir grandes refeições. Comece com duas por dia e passe para uma grande refeição e meia. Entre as refeições, você pode lanchar algo com níveis mais elevados de gordura ou proteínas, como macadâmias, carne seca etc.

– Consulte seu médico para verificar se você não possui condições de saúde que impeçam seu emagrecimento. A tireoide pode estar envolvida nisso.

– Considere o jejum intermitente.

– Certifique-se que você está realmente ingerindo apenas 25g a 50g de carboidratos por dia.

– Exercite-se pela saúde, mas sabendo que aquilo que determina seu peso é o que você come. Não existe nada capaz de consertar uma dieta ruim.

– Lembre-se: ser magro não significa ser saudável. Se seus exames mostram boas condições de saúde, você conquistou o que precisava conquistar. Se seus marcadores estão ótimos e você não tem resistência à insulina, você alcançou seu peso ideal.

Problemas de peso na Low Carb (e soluções)

Problema 1: não está perdendo peso na Keto e Low Carb

Seu resultado depende dos reguladores da fome que existem no seu cérebro. O estímulo à fome é desligado na Cetogênica e Low Carb. Mas, se a dieta não funcionar nesta questão e você seguir sentindo muita fome, a Low Carb não gerará perda de peso.

Se você não está perdendo peso na Cetogênica ou Low Carb, pode ser que seu corpo não precise perder peso ou que a sua fome não foi corrigida pelo consumo de gorduras e proteínas.

Neste caso, os próximos passos são reduzir o consumo de carboidratos ainda mais: para menos de 25g por dia. Introduza o jejum intermitente com uma janela de alimentação de 8h, seguidas por 16h de jejum.

Problema 2: aumento de peso na Keto e Low Carb

Infelizmente, há sim pessoas que aumentam o peso nas dietas de baixo carboidrato – especialmente, mulheres. Claramente, qualquer pessoa que aumente o peso neste plano de alimentação não tem uma resposta padrão.

Neste caso, limitar os carboidratos e aumentar gorduras e proteínas parece estimular o apetite e o consumo de calorias.

Por que isso ocorre com mais frequência em mulheres do que em homens é interessante e parece que os casos são ainda mais frequentes em mulheres que já passaram por muitas dietas e que restringiram a alimentação no passado.

Então, quando lhes dizem que não precisam restringir o consumo calórico propositadamente, o apetite parece responder em excesso, o que resulta em ingestão excessiva. Mas, é verdade que tudo isso é especulação. Na falta de estudos científicos, todas as explicações são suposições.

Problema 3: parou de perder peso na Keto e Low Carb (platô)

Você pode ter perdido gordura e aumentado a musculatura. A melhor maneira de saber se a dieta está funcionando é medir a cintura.

Para perder peso, você precisa reduzir o consumo de calorias. Mesmo que você esteja consumindo poucos alimentos, pode ser que seu corpo tenha se adaptado a esta pequena quantidade. Se este for o caso, você precisa restringir as calorias.

Reduzi meu consumo calórico em 40%. Em grande parte porque perdi meu apetite nestas dietas, mas, mais ainda, porque consumo apenas alimentos nutricionalmente densos.

Contudo, creio que haja um elemento de controle consciente para comer menos atualmente do que eu comeria no passado. Acredito que você possa se ensinar a viver com menos comida sem passar fome.

Eu fiz isso apenas restringindo o que eu como, me limitando a comer uma variedade menor de alimentos, que eu apresento na Lista Verde, do livro Real Meal Revolution [confira a lista de alimentos ao final do texto, mas indico muito a leitura da obra integral e a leitura da segunda parte, com 300 receitas Low Carb].

Restringir o tipo de comida é a grande chave para o sucesso, creio eu. Mas, há uma regra máxima para tudo isso: você precisa cortar todo o açúcar da sua dieta. Isso inclui substitutos.

A chave é perder o desejo por doces. Uma vez que você conquistar isso, você perderá peso sem esforço.

Adendo final da Juliana Szabluk:

Vamos lembrar que, na Medicina Chinesa, por exemplo, doce é tudo aquilo que constrói o corpo: gorduras e proteínas são, portanto, doces.

Quando falamos em doce, no Ocidente, estamos nos referindo ao açúcar, às receitinhas de substituição. Estamos falando em ADOÇAR o que naturalmente não era doce. Fique de olho nesse ensinamento, porque ele é crucial.

O sabor doce é essencial para os tecidos e para a estabilidade da mente. Estes alimentos saudavelmente doces estão contidos na lista verde mencionada pelo próprio Noakes e são usados por mim como verdadeiros tratamentos para a estabilidade mental e controle de deficiências nutricionais, que geralmente se manifestam como? Como fraqueza de tecidos e aceleração mental.

Então, reflita e pesquise muito antes de sair cortando o sabor doce da sua vida.

Lista de alimentos permitidos Tim Noakes

Confere abaixo a lista verde de alimentos da Banting Diet, uma dieta que transita entre Cetogênica e Low Carb, criada pelo Noakes.

Assim como a lista que eu entrego aos meus clientes, que é a lista que o Dr. Eric Westman entrega aos seus pacientes de Cetogênica, as listas do Noakes são divididas em cores.

A lista verde é a totalmente permitida.

Ou seja, quando Noakes diz que come apenas a lista verde, é que ele prefere comer apenas os alimentos totalmente liberados – esta é uma das mais preciosas dicas que posso dar para você.

Em vez de ficar pirando com “posso ou não posso comer”, gerando insegurança e dúvida o tempo todo, apenas conheça profundamente os melhores alimentos para você. Brinque com eles.

Divirta-se inventando receitas que te constroem com segurança (mas, claro, tenha as outras cores ao seu lado para momentos de vida social, certo?)

P.s final: você verá que há itens marcados com as letras “p”, “e” e “n”.

  • P é de prebióticos. São alimentos com altas taxas de fibras prebióticas (excelentes e devem ser ainda mais consumidos por isso).
  • Já os marcados com N são os nightshades (solanáceas), e devem ser ingeridos com cautela por pessoas com sensibilidade alimentar (na minha experiência, quase todas). Como saber se você tem? Note alguns sintomas como dureza ou dor muscular, dureza no corpo pela manhã, náusea, dor de cabeça, constipação, inchaço, flatulência etc.
  • Os marcados com E são ricos em enzimas digestivas que, é claro, ajudarão na digestão e na absorção dos nutrientes.

alimentos permitidos cetogênica platô perda de peso low carb

 

12 Comentários

    1. Acho que eu seria a pessoa mais feliz do mundo se eu pudesse dizer que abóbora (cabotiá, certo) é permitidíssima. Infelizmente, na cetogênica precisa ser consumida com muita cautela. Pessoalmente, não indico na primeira fase da dieta. Uma xícara do purê terá algo como 10g de carboidratos e 3g de fibras. Ou seja, 7g de carboidratos líquidos. Se você começou a Keto pensando em algo como 20g de carbs líquidos por dia, fica bem difícil incorporá-la. Após algum tempo, quando souber teu limite diário de carboidratos e já estiver no peso ideal, poderá incorporá-la com cuidado.

    1. Poxa, Eliza! Me passei na explicação. Atualizei o post para ti (e para todos): obrigada! P é de prebiótico. N é de nightshade (algo quase que proibido para mim e para minhas filhas, são as solanáceas). E é de enzyme (enzimas digestivas). Bem, explico melhor ao final do post. Rola para baixo e encontrará a explicação antes da tabelinha.

  1. Muito bacana você compartilhar um texto com dicas formidáveis. Eu já descobri que queijos me atrapalham e estou m educando para comer cada vez menos, pois sou louco por queijos. Agradeço novamente. E uma dúvida: porque berinjelas, pimentas e tomates estão tarjados?

    1. Nightshades, Marcelo. As terríveis solanáceas (terríveis aqui em casa mais ainda, porque somos três “meninas” muito alérgicas). Se os queijos não te fizeram bem, eu já ficaria de olho nas solanáceas também. Isso porque há uma chance maior de haver sensibilidade intestinal, digamos assim. Algum problema digestivo em jogo. No meu caso, jamais saberei qual doença tenho ou sequer se é autoimune, mas meu passado me condena e a chance de ter uma autoimune é imensa – então, solanáceas saem fora também. Este é o motivo pelo qual os nightshades geralmente são marcados nas listas. É universal a atenção com eles.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *