Artigos

O porquê do efeito sanfona (no seu peso e na sua vida)

efeito sanfona
  • A cada 100 currículos que você enviar, 98 serão rejeitados.
  • 2 anos após terem perdido peso em qualquer dieta, apenas 2% das pessoas pesam menos do que quando concluíram o protocolo.
  • Metade das pessoas que completam o tratamento com Terapia Cognitivo Comportamental, o top de linha dos transtornos alimentares, voltam a ter episódios de compulsão.
  • 84% das pessoas com transtornos emocionais não conseguem parar de fumar com nenhum tratamento.

E você acha que o problema está em você?

O primeiro passo para mudar não é ter força ou supermotivação, é ter lucidez.

Sob ação do medo e da culpa, o sistema de aprendizado do cérebro se fecha. É quimicamente impossível aprender neste ambiente.

E como você saberá onde errou? Como você criará uma estratégia efetiva se gastou seu precioso tempo construindo muros de culpa que te impedem de enxergar?

Se o autojulgamento for o seu caminho, o que ocorrerá é muito simples: ou você dará passos equivocados ou ficará preso no mesmo padrão.

Dar passos equivocados é o melhor caminho para a depressão. Estar preso a um padrão é a definição de ansiedade.

Assim, temos as duas grandes doenças do século em uma mesma causa: o julgamento.

A atitude de lucidez e compaixão consigo próprio libera uma carga poderosa de dopamina no cérebro. A dopamina é o sinalizador que manda o cérebro gravar a lição.

Aqui, sua jornada começa. É quando você finalmente começa a aprender. É quando você aprende a se enxergar de forma dissociada (lúcida) daquilo que está vivendo.

Onde as pessoas estão errando? O que posso fazer de diferente? Como meu cotidiano me impacta? O que posso mudar no meu meio que me afetará positivamente? Qual pequeno passo posso dar hoje? E amanhã? Quais são os meus limites e quais resultados consigo alcançar agora?

Existem apenas duas barreiras que te impedem de se observar com lucidez:

  1. uma grande confusão sobre dados, maximizada pela torrente de resultados postados nas mídias sociais;
  2. uma grande confusão entre sua razão e sua emoção.

Confusão sobre dados: a primeira é facilmente solucionada. Pegue as pessoas que obtiveram “resultados fantásticos” e as investigue. Se você acredita por um instante que alguém consegue tudo, não demorará mais do que 1h para entender que há muitos buracos abertos na história do outro. Buracos que você possivelmente já superou. E agora? Quem é melhor? Mais ainda, qual vida você vive afinal: a sua ou a do outro?

Valorize suas próprias conquistas uma vez na vida, por favor.

Confusão entre emoção e razão: a segunda é um pouco mais difícil. O primeiro passo é entender que você é um produto do meio. Mas, nada de fatalismo aqui. Você é tanto produto do seu meio como aquele capaz de alterar o meio.

O que é mais interessante? Propor uma imensa revolução interna em um ambiente altamente desfavorável ou alterar algumas coisas no seu cotidiano e ver como você mesmo responde a estas mudanças?

Da minha prática, nada é mais poderoso do que mostrar às pessoas como seus cotidianos estão indo contra elas mesmas. Mostrar como elas se comportam exatamente como o meio exigiria que elas se comportassem.

Ou seja, nunca houve nada de errado com elas. Elas só não estavam enxergando o óbvio.

Meu trabalho, é claro, é ajustar a Dieta Cetogênica. Mas, como meu foco não é o resultado para o verão, e sim a manutenção do bem-estar e da saúde ao longo da vida, meu trabalho é essencialmente mudar a percepção das pessoas e reconstruir o cotidiano de quem busca minha ajuda.

Um dia, encontrarei alguém profundamente doente em uma vida supostamente perfeita. Até este dia chegar, proponho que você reflita sobre o que estou dizendo aqui.

Seus fracassos são os de todos. Olhe os dados que abriram este conteúdo. Leia-os 100 vezes se precisar.

Todos estão errando em algum lugar. O erro é parte do processo de aprendizagem. Esteja aberto à aprendizagem: tenha amor quando errar, e não culpa dentro de si.

Eu realmente espero que você não esteja batendo nos seus filhos quando eles caírem ao aprenderem a andar. Peço que tenha o mesmo carinho com você. É por causa deste carinho que eles aprendem. Dane-se a dopamina, basta olhar seu filho para ver como isso é verdade.

Pegue este amor e eleve-o à lucidez. Encontre o ambiente certo para que seus passos floresçam.

Cultive o tempo necessário. Este tempo é apenas seu.

Veja como a vida fica gigantesca quando você para de ser um problema e passa a ser um investigador de si mesmo, um estudante da vida.

Cale as vozes externas (principalmente aquelas que te julgam dentro da sua mente) e comece a aprender.

Aprenda. Aprenda. Aprenda. Isso é revolucionário.

6
Deixe um comentário

Faça login para comentar
avatar
1000
4 Sequência de comentários
2 Respostas nesta sequência
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário mais bem avaliado
5 Quantos comentaram
AndréaTertuliano AguiarPedro TarquiniJuliana SzablukRaquel Autores recentes
novos antigos mais votados
Raquel
Visitante
Raquel

Parabéns pelo excelente trabalho que você vem desenvolvendo, achei em você um pouco de mim e desde então não deixei de segui-la. Força na sua caminhada. Um grande beijo.

Pedro Tarquini
Visitante
Pedro Tarquini

Scabruuum!! Raios e trovões! Rudra is back again… então, algo que tem me ajudado a administrar melhor o conflito razão x emoção é a positividade; sim, ver o bom das situações e pessoas, isto me ajuda a ver o bom de mim mesmo no fim das contas. Meu professor de boxe me propôs fazer programas de 21 dias para mudança de habitos simples; uso uma folha de papel pra anotar o habito a ser aprendido ou desaprendido, e um caderno pra escrever palavras de gratidão e aspirações. Este caderno é um Diário de Relogio de Sol da Seicho -No-Ie que ganhei e voltei a usar por perceber seria adequado à função, já que seu proposito é fazer da positividade e da gratidão um exercicio diário, registrando ali somente as horas em que o sol brilha – como um relogio de sol. Valorizar os acertos e pequenas conquistas, manter a vigilancia sobre pequenos ciclos, fracionar metas grandes em pequenos passos, já… Ler tudo »

Tertuliano Aguiar
Visitante
Tertuliano Aguiar

Excelente texto, Juliana. Como bom sagitariano adoro refletir sobre questões existenciais, admirar a natureza e encontrar o sentido das coisas (um eterno caminho ao conceito de “homem livre” da filosofia grega). Nós vivemos em uma sociedade tão complexa. Estudar os padrões de alimentação, o consumo e a importância da imagem é um exercício fantástico. Estou pegando carona em todo conhecimento do site. Para muitos a dieta cetogênica é uma forma de se enquadrar aos padrões sociais de boa imagem (e não deixa de ser), mas o que a mantém é algo que vai além da superficialidade. Quem com ela encontrar liberdade e amor, encontrará saúde. Ansioso por novas postagens. Abraço.

Andréa
Visitante
Andréa

Brilhante!!!