Artigos

Jejum Intermitente e Dieta Cetogênica: o que você precisa saber antes de unir as duas práticas

Jejum Intermitente e Dieta Cetogênica: o que você precisa saber antes de unir as duas práticas 1

O Jejum Intermitente é uma prática recente e mundialmente popular, especialmente para rápida perda de peso e controle de açúcar no sangue.

O mesmo pode ser dito sobre a Dieta Cetogênica e sobre todos os seus benefícios.

A resposta para a próxima pergunta fica óbvia: é possível combinar Jejum Intermitente com Dieta Cetogênica?

A resposta é mil vezes sim!

Jejum Intermitente e Dieta Cetogênica andam de mãos dadas, porque eles complementam um ao outro.

Na verdade, você pode otimizar os benefícios da Keto ainda mais ao incorporar o jejum intermitente (e vice-versa).

O que é Jejum Intermitente?

Existem diferentes tipos de Jejum Intermitente:

  • Janelas de alimentação
  • Pular refeições
  • Jejum de Desintoxicação

Janelas de alimentação: é o tipo mais comum de jejum, em que você pode comer durante janelas (períodos) de tempo. Por exemplo, você começa a comer às 14h e vai até 20h. Assim, você dará ao seu corpo uma “janela de alimentação” de 6h e um jejum de 18h. Este é o chamado protocolo 18/6.

Atenção: nestas 6h de alimentação, você deve comer todos os nutrientes necessários para a saúde do seu corpo.

As janelas podem ser reduzidas ou expandidas de acordo com suas necessidades e preferências pessoais.

Pular refeições: também muito comum (e fácil). Você pode jantar às 21h e almoçar ao meio-dia, apenas pulando o café-da-manhã. Isso já trará bons benefícios também.

Jejum de desintoxicação: algumas pessoas jejuam por períodos de 24h a 48h em dias alternados. A chamada Dieta OMAD (One Meal A Day – uma refeição por dia) é um bom exemplo disso. Tenha muita experiência sobre dietas e nutrientes se for por este caminho.

Quando comecei a OMAD, fiz por três dias seguidos, senti cãibras terríveis e formigamentos. Voltei para janelas de 16h e 18h imediatamente. Pesquisando sobre os efeitos, aprendi que a OMAD precisa ser feita com um imenso controle de nutrientes e não todos os dias.

Keto e jejum intermitente: benefícios potencializados

Benefícios Keto e Jejum

O jejum intermitente é uma ótima prática para perda de peso, controle do apetite, digestão e questões gerais de saúde, que veremos logo abaixo. Quando o jejum é combinado com os benefícios da Dieta Cetogênica, os resultados são significativamente maiores.

A Dieta Cetogênica é baseada em 03 macronutrientes:

  • Alto consumo de gordura
  • Consumo moderado de proteína
  • Baixíssimo consumo de carboidrato

A Keto é construída para esgotar os estoques de açúcar no seu corpo. Através deste processo, seu corpo vai trocar o combustível de açúcar para gordura. O jejum também é capaz de fazer isso, dependendo do que você comer nas janelas de alimentação, claro.

Antes de vermos os benefícios do Jejum Intermitente e da Keto unidos, vou pular para uma das partes mais importantes disso tudo… O que comer após quebrar o jejum.

Saindo do jejum: o que devo comer?

Enquanto você jejuava, seu corpo passou por adaptações hormonais e fisiológicas e seu aparelho digestivo se adaptou à abstinência de comida.

Então, se você sair comendo enlouquecidamente, você vai causar um grande estresse no seu organismo, que pode levar a inflamações. Escolha alimentos que estimulem o sistema digestivo sem liberar grandes quantidades de insulina.

Inicie com o maravilhoso vinagre de maçã. Diariamente, tomo duas colheres de vinagre de maçã com suco de limão antes das refeições.

Este “remédio milenar” pode equilibrar o PH do corpo, matar bactérias ruins, reduzir triglicerídeos, aumentar queima de gordura do corpo (barriga mais ainda), estabilizar os níveis de açúcar e curar calvície (mentira, não cura calvície, mas não duvido de nada quando se trata de vinagre de maçã).

O suco de limão melhora a criação de enzimas digestivas no intestino antes de comer.

Depois, você pode comer um caldo de ossos ou caldo de peixe. Também, alguma sopa com carnes e ossos (não coma a carne por enquanto). Isso vai ajudar a repor os eletrólitos e o colágeno. Em vez de caldo de ossos você pode consumir Óleo MCT.

Espera mais uns 15 ou 30 minutos para absorver esses nutrientes.

Agora sim, hora de comer.

Mantenha-se fiel à Keto para evitar picos de insulina neste momento delicadíssimo. Vá com abacates, castanhas e folhas verdes com azeite de oliva. Se o seu jejum foi bem longo, tenta comer peixe em vez de carne vermelha, que pode ser mais difícil de digerir.

Ovos são perfeitos para quebrar o jejum na Dieta Cetogênica. Ovos são a melhor fonte de leucina, o aminoácido responsável pelo crescimento muscular.

E não come muito, ok? Uma média de 500 calorias nesta primeira refeição está de bom tamanho… A não ser que você esteja vindo direto de um treino. Neste caso, aumenta as calorias para ajudar no transporte de aminoácidos para as células e promover síntese proteica. Bom, finalmente, os BENEFÍCIOS DO JEJUM!!!

O que ganho fazendo Jejum e Keto juntos?

jejum intermitente dieta cetogênica juntos

Você ganha o corpo mais otimizado que a espécie humana pode alcançar.

Aceleração da perda de peso. A Dieta Cetogênica também serve como uma ferramenta para quebrar os platôs (perda de peso estacionada).

A Keto te ajuda a obter energia através da gordura em vez de carboidratos. Isso programa o seu metabolismo para queimar gordura armazenada mais rapidamente (principalmente, na região do abdômen).

A alta gordura da Keto também sacia muito, porque a gordura leva mais tempo para ser digerida do que qualquer outro nutriente. Isso vai reduzir ou cortar a vontade de comer lanchinhos ao longo do dia.

Equilíbrio do açúcar no sangue. Tanto Jejum Intermitente quanto a Dieta Cetogênica podem reverter sua resistência à insulina.

Nesta condição, seu corpo não consegue mais regular o açúcar no seu sangue, mesmo disparando altíssimos níveis de insulina para fazê-lo. Esta resistência acontece pelo alto consumo de açúcar ao longo dos anos.

O excesso de insulina é a causa de doenças neurodegenerativas variadas, diabetes tipo 2, obesidade, estresse oxidativo, hipertensão, síndrome metabólica (pré-diabetes), ovários policísticos e muitas outras doenças.

O jejum, aliado à Keto, é a ferramenta mais poderosa para evitar e reverter estes quadros.

Níveis de estáveis de açúcar também ajudam a eliminar confusão mental, melhorando o foco a concentração e a memória.

Desintoxicação natural – autofagia. Um dos meus benefícios mais buscados com a Cetogênica é a autofagia. Em 2016, o Nobel de Fisiologia ou Medicina foi entregue ao biólogo japonês Yoshinori Ohsumi, que descobriu alguns dos mecanismos deste processo, através do qual as células “devoram a si mesmas” (autofagia).

Enquanto isso pode soar terrível, a autofagia é o pequeno milagre que o seu corpo criou para que as próprias células sejam capazes de reciclar partes danificadas e remover micro-organismos invasivos e componentes tóxicos.

A autofagia é crucial para interromper o processo de envelhecimento, reverter doenças e prevenir o câncer. As três formas mais eficientes de se alcançar a autofagia são:

  1. jejum
  2. alta restrição de proteínas
  3. alta restrição de carboidratos

(em outras palavras, Jejum + Keto)

Sobre autofagia e jejum, voltarei com mais informações sobre a prática do Fat Fasting (restrição intensa de proteína e carbs), criada por Doutor Atkins na década de 70.

Eficiência mental. Uma vez que o seu corpo se torna cetoadaptado, o seu cérebro funciona a partir de corpos cetônicos, que são derivados da quebra de gordura no fígado. A gordura é o combustível mais eficiente para o corpo humano.

Isso significa que o seu cérebro será uma usina de energia o tempo inteiro. Com isso, seu foco, claridade mental e produtividade serão simplesmente incomparáveis.

Mundo Fitness. Dois grandes estudos recentes descobriram o poder do jejum para amantes da academia. Um estudo aponta que jejum de 16h é capaz de manter a massa muscular e queimar gordura mais significativamente comparado ao jejum de 12h. O outro estudo mostrou que combinar 20h de jejum com treinamento de resistência aumenta a massa muscular, a força e, claro, a resistência.

Musculatura e autofagia. A autofagia é necessária para limpar proteínas e mitocôndrias danificadas na musculatura. Se a autofagia nunca for ativada, as proteínas e as mitocôndrias permanecerão prejudicadas. Assim, as células musculares começarão a morrer, o que causa perda de musculatura e de força ao longo dos anos.

Jejum e câncer. Estudos têm descoberto o poder do jejum para pacientes de câncer. O jejum acima de 48h comprovou menos efeitos colaterais nos tratamentos e melhoria na qualidade de vida das pessoas. Isso implica que o jejum acima de 2 dias por semana é capaz de proteger as células durante esta grande luta.

Outros estudos descobriram que o jejum é efetivo no controle da progressão de diferentes tumores e na melhoria das drogas quimioterápicas contra melanoma, glioma e câncer de mama.

Mesmo que estas pesquisas não se apliquem diretamente à sua vida, elas sugerem que o jejum pode ajudar o corpo em tempos de estresse tóxico. Há muitas pesquisas ligando Dieta Cetogênica e câncer em andamento. Vamos ficar atentos aos promissores resultados.

Jejum e cetogênica se complementam. O jejum intermitente pode não ser suficiente. O protocolo 16/8 não garante que você entrará em cetose (queimará gordura em vez de açúcar e passará a produzir corpos cetônicos para alimentar o cérebro).

Mesmo que você entre em cetose, se você continuar comendo uma dieta com muitos carboidratos e proteínas, cada vez que você comer, você sairá da cetose. Se sua dieta não for bem pensada, cada vez que você comer, seu corpo voltará a queimar açúcar.

Este vai e vem na troca de combustíveis pode gerar efeitos colaterais bem ruins, como a gripe Keto e fome excessiva sempre que você começar o seu jejum novamente.

Dieta Cetogênica torna o jejum mais fácil. Estar adaptado à Keto significa que seu corpo funciona a partir da queima de gordura, certo? Ou seja, você estará livre da necessidade de consumir açúcar – finalmente.

Isso torna o jejum muito mais confortável e agradável. Até aqui, você se culpou por sentir “vontade” de comer doces o tempo todo. Agora, você já é capaz de compreender que não é vontade: é necessidade. Você educou seu corpo a funcionar com açúcar e precisa repor o combustível para não esgotar.

Com a Keto, você funcionará com gordura que, além de demorar mais para queimar, tem estoque suficiente no seu corpo. Para o organismo, não existe diferença entre queimar manteiga e queimar a gordura acumulada na barriga.

Você não vai precisar ficar repondo comida o tempo todo. Sua janela de Jejum Intermitente poderá ser ampliada com tranquilidade. Aliás, minha dica pessoal é só aderir ao jejum após a adaptação à queima de gordura.

Dicas finais para começar seu jejum intermitente na Keto agora mesmo!

Coma o suficiente. O jejum intermitente te ajuda a comer menos durante o dia, mas você precisa garantir que você estará comendo comidas cetogênicas muito nutritivas para evitar deficiências nutricionais ou metabólicas.

Isso é muito, muito sério. Mantenha seus nutrientes em dia.

Meça os seus corpos cetônicos. Mesmo que o jejum te leve à cetose mais rápido e com mais eficiência, é bom garantir que você não está comendo muitos carboidratos e proteínas durante as janelas de alimentação.

Isso pode te tirar da cetose… E a meta é parar de ficar indo e vindo entre queima de açúcar e queima de gordura… Indo e vindo nos picos de açúcar… Indo e vindo nos picos de insulina… Indo e vindo na receita perfeita para gerar um corpo e uma mente totalmente estressados. Queremos estabilização.

Diquinha bonita e desnecessária. Mede os corpos cetônicos antes e depois do jejum. É legal para saber se você está se alimentando direitinho, mas é muito mais legal acompanhar o BOOM de corpos cetônicos no cérebro durante e depois do jejum.

É aí que tu vai entendendo a eficiência cerebral que o jejum te traz. Pura magia Keto! https://www.instagram.com/p/BoJ7hwpnEkl/

3
Deixe um comentário

Faça login para comentar
avatar
1000
2 Sequência de comentários
1 Respostas nesta sequência
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário mais bem avaliado
3 Quantos comentaram
Juliana SzablukNicoleSANDLEY SERGIO MAIA COELHO Autores recentes
novos antigos mais votados
SANDLEY SERGIO MAIA COELHO
Visitante
SANDLEY SERGIO MAIA COELHO

boa noite!!! bom demais esse artigo que unem os dois estilos de vida que quero pra minha vida… fiz 6 meses de cetose comendo bastante gordura e proteina. os carboidratos vinham so do suco verde de limao. couve. cheiro verde. salsinha. cebolina. pepino. spirulina e chorella em pó… conseguir perder 56kg e mudar totalmente minha visão de saude… quero poder aprender mais e mais pra crescer cada vez melhor nesse estilo de vida… obg pelo que vc ta fazendo com o seu trabalho!

Nicole
Visitante
Nicole

Olá
Tenho lido um pouco sobre a dieta cetogenica mas há algo que ainda não percebi. Para iniciar é preciso fazer um dia de jejum?