Artigos

Georgia Ede: nutrição e cérebro

Georgia Ede: nutrição e cérebro 1

“Claro que se você sofre do que muitos defendem ser um desequilíbrio químico no cérebro, a maneira mais poderosa de transformar a química do seu cérebro seria através da comida, já que é da alimentação que se originam os químicos do cérebro.

Mas, esta mensagem é nova. A maioria dos psiquiatras não pensa na alimentação. Não seria maravilhoso se tivéssemos algo a mais para oferecer a estas pessoas?”

Georgia Ede MD, psiquiatra, minha mestra atualmente.

As palestras desta médica e os estudos que ela apresenta são divisores de água nas nossas vidas.

Obrigada, Georgia, por ser uma precursora em algo tão básico e tão esquecido: alimentar o cérebro através de comida.

Não deixem de acessar o site da Georgia, Diagnosis: Diet, para compreender os efeitos da dieta cetogênica na depressão, bipolaridade e outros desequilíbrios químicos – em qualquer intensidade. 

Pedi permissão dela para traduzir os conteúdos do site e recebi todo apoio dela nesta deliciosa missão.  Então, aguardem muitos conteúdos sobre dieta cetogênica, transtornos mentais, psiquiatria, nutrição e saúde do cérebro.

Logo abaixo, coloco um excerto do documentário “Fat” com a Georgia. O filme é uma criação do Vinnie Tortorich, mais conhecido como America’s Celebrity Trainer, e foi financiado coletivamente.

Já neste outro vídeo, o Vinnie fala sobre o filme – que ainda não tem data de lançamento. Mas, certamente avisarei por aqui.

A Georgia começou a estudar a cetogênica por causa do transtorno bipolar. Foi com este link que a descobri.

O que posso dizer para vocês… Estou com um peso que não tinha há sete anos – dieta low carb alguma me deu isso.

MAS, mesmo assim, eu só vou falar do peso, porque sei que as pessoas estão atrás disso com muito vigor: o mundo ainda não compreendeu o poder da nutrição para equilibrar o cérebro que te fará ser magra.

Não fomos ensinados a enxergar esta relação.

O Dr. Berg que sempre diz: sei que perderei views, fala ele, mas insisto que ser magro é consequência da saúde. Enquanto as pessoas buscam emagrecer para se tornarem saudáveis, a verdade é que emagrecer é resultado da saúde.

Com isso, ele quer dizer o que muito penei pra entender: equilíbrio químico. Órgãos funcionando. Comunicação eficiente entre os sistemas do corpo.

Lá na minha adolescência, fui diagnosticada com transtorno bipolar e borderline (entre vários outros transtornos “sem cura”).

Na época, eu dizia que havia um equívoco no diagnóstico.

Acreditava que eu tinha “apenas” transtornos alimentares.

Pode ser, no início ao menos.

Mas a verdade é que transtornos alimentares são nossos piores inimigos, porque eles agem justamente destruindo o combustível do cérebro, a nutrição.

A partir daí, é ladeira abaixo. A soma de doenças começa a se acumular. Muitas das meninas internadas comigo passaram pelo mesmo processo.

O que posso dizer… A maior dor que sinto é saber que há tantas meninas e mulheres sofrendo por ignorância médica. Foi o maior sofrimento da minha história e ele poderia ter sido evitado se houvesse mais Georgia Edes no mundo.

 

4 Comentários

    1. Tenho imensos mestres. Nos próximos dias, revelarei meu grande guru em saúde. São médicos capazes de cruzar as mais impensáveis linhas para a medicina ocidental. Não aceito nada menor do que isso. Somos humanos. Trazer esses nomes para cá é um dever meu. Muito obrigada pelo reconhecimento. Não é um trabalho rápido, admito. Mas, tem muito carinho 🙂

      1. Descobri a Revolução Keto ah 5 dias e quero muito te agradecer Juliana por você ser essa pessoa de luz no mundo. Aqui encontrei uma luza no fim do túnel para os meus 105 kilos. Uma luz para entender porque tive depressão pós parto, ansiedade excessiva, e até pouco tempo tomando fluoxetina e alprazolan. Desde criança os alimentos básicos na minha casa foram o pão, ou bolo, arroz e feijão, macarrão. Porque são coisas mais baratas. Mas a partir de agora inicio uma nova vida de verdade. Quero viver sem sonolência, fraqueza, irritabilidade sem causa….. Enfim, aqui descobri as causa de tantos mal-estar que por anos tenho tido.
        Obrigada de coração.

        1. Mamães têm um carinho especial da minha parte, geislane, porque eu passei pelo mesmo que tu. Cada parto remove uma fração do chamado mingmen, digamos que nossa energia vital. Traumas, uso de drogas, vida com muitas toxinas também contribuem para isso, mas o parto é bastante severo no corpo da mulher. Se, aliado ao parto, há práticas de vida e alimentação ruim, a energia vai se desgastando até originar outras enfermidades que serão notadas como perda de cabelo, zumbido no ouvido, unhas fracas, cansaço excessivo etc.

          Se a cetogênica te ajudou, fico muito feliz. Mas, te peço que me chame caso, em alguns meses, a energia começar a se dissipar ou a aumentar demasiadamente, ok? Precisamos não apenas estar fortes para nossos bebês, mas, talvez ainda mais importante, precisamos estar equilibradas.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *