Artigos

Georgia Ede: nutrição e cérebro

Georgia Ede: nutrição e cérebro 1

“Claro que se você sofre do que muitos defendem ser um desequilíbrio químico no cérebro, a maneira mais poderosa de transformar a química do seu cérebro seria através da comida, já que é da alimentação que se originam os químicos do cérebro.

Mas, esta mensagem é nova. A maioria dos psiquiatras não pensa na alimentação. Não seria maravilhoso se tivéssemos algo a mais para oferecer a estas pessoas?”

Georgia Ede MD, psiquiatra, minha mestra atualmente.

As palestras desta médica e os estudos que ela apresenta são divisores de água nas nossas vidas.

Obrigada, Georgia, por ser uma precursora em algo tão básico e tão esquecido: alimentar o cérebro através de comida.

Não deixem de acessar o site da Georgia, Diagnosis: Diet, para compreender os efeitos da dieta cetogênica na depressão, bipolaridade e outros desequilíbrios químicos – em qualquer intensidade. 

Pedi permissão dela para traduzir os conteúdos do site e recebi todo apoio dela nesta deliciosa missão.  Então, aguardem muitos conteúdos sobre dieta cetogênica, transtornos mentais, psiquiatria, nutrição e saúde do cérebro.

Logo abaixo, coloco um excerto do documentário “Fat” com a Georgia. O filme é uma criação do Vinnie Tortorich, mais conhecido como America’s Celebrity Trainer, e foi financiado coletivamente.

Já neste outro vídeo, o Vinnie fala sobre o filme – que ainda não tem data de lançamento. Mas, certamente avisarei por aqui.

A Georgia começou a estudar a cetogênica por causa do transtorno bipolar. Foi com este link que a descobri.

O que posso dizer para vocês… Estou com um peso que não tinha há sete anos – dieta low carb alguma me deu isso.

MAS, mesmo assim, eu só vou falar do peso, porque sei que as pessoas estão atrás disso com muito vigor: o mundo ainda não compreendeu o poder da nutrição para equilibrar o cérebro que te fará ser magra.

Não fomos ensinados a enxergar esta relação.

O Dr. Berg que sempre diz: sei que perderei views, fala ele, mas insisto que ser magro é consequência da saúde. Enquanto as pessoas buscam emagrecer para se tornarem saudáveis, a verdade é que emagrecer é resultado da saúde.

Com isso, ele quer dizer o que muito penei pra entender: equilíbrio químico. Órgãos funcionando. Comunicação eficiente entre os sistemas do corpo.

Lá na minha adolescência, fui diagnosticada com transtorno bipolar e borderline (entre vários outros transtornos “sem cura”).

Na época, eu dizia que havia um equívoco no diagnóstico.

Acreditava que eu tinha “apenas” transtornos alimentares.

Pode ser, no início ao menos.

Mas a verdade é que transtornos alimentares são nossos piores inimigos, porque eles agem justamente destruindo o combustível do cérebro, a nutrição.

A partir daí, é ladeira abaixo. A soma de doenças começa a se acumular. Muitas das meninas internadas comigo passaram pelo mesmo processo.

O que posso dizer… A maior dor que sinto é saber que há tantas meninas e mulheres sofrendo por ignorância médica. Foi o maior sofrimento da minha história e ele poderia ter sido evitado se houvesse mais Georgia Edes no mundo.

 

4
Deixe um comentário

Faça login para comentar
avatar
1000
1 Sequência de comentários
3 Respostas nesta sequência
0 Seguidores
 
Comentário com mais reações
Comentário mais bem avaliado
3 Quantos comentaram
GeislaneJuliana SzablukEliane Autores recentes
novos antigos mais votados
Eliane
Visitante
Eliane

Que lindas traduções! Obrigada por compartilhar…estou lendo tudo com calma para compreender….Faz total sentido!!!